TRE nega pedido para retirar vídeo que cita apurações e investigações contra Odilon.

TRE nega pedido para retirar vídeo que cita apurações e investigações contra Odilon.

Tribunal Regional Eleitoral negou pedido do candidato Odilon de Oliveira (PDT) e de sua coligação para retirar propaganda eleitoral  que cita investigações contra ele. Conforme a Justiça, as investidas da Polícia Federal são verdadeiras e a crítica do adversário dele, Reinaldo Azambuja, faz parte do jogo político.


Conforme o candidato pedetista, a coligação de seu adversário Avançar com Responsabilidade, veiculou na TV, no dia 22 de outubro, inserções de 30 segundos que apontam que a PF, o Tribunal Regional Federal 3ª Região e o Conselho Nacional de Justiça estariam o investigando. Por isso pediu a retirada e proibição de novas exibições.


Porém, o relator do processo, juiz Wagner Mansur Saad, observou que há sim investigação sobre Odilon de Oliveira na Polícia Federal e Ministério Público Federal. O caso se refere às denúncias do ex-assessor do candidato na Vara Federal, Jedeão de Oliveira, que o acusou de manipular dados sobre apreensões na justiça, entre outros crimes e venda de sentenças.


O magistrado destacou ainda que o próprio Odilon insistiu à PF que fossem abertas investigações para esclarecer as denúncias. Portanto, o pedido do pedetista e de sua coligação são improcedentes.


Na decisão, a Justiça Eleitoral pede ainda que o CNJ e o TRF-3 sejam consultados novamente para saber se há investigações ou processos em sigilo em relação a Odilon.

Fonte: Top Mídia


Comentários