Hacker que invadiu celular de Moro criticava Lava Jato e pedia ‘Lula livre’ no Twitter.

Hacker que invadiu celular de Moro criticava Lava Jato e pedia ‘Lula livre’ no Twitter.

O hacker preso pela Polícia Federal na Operação Spoofing, Walter Delgatti Neto, que era filiado ao DEM, usava a sua conta pessoal do Twitter para fazer ataques contra a Lava Jato e postava vídeos e mensagens pedindo “Lula livre.


No seu perfil, há várias postagens com as matérias publicadas pelo site The Intercept, posts de deputados petistas, além de outros com pedidos de “Lula livre” e críticas à Lava Jato e contra o atual governo de Jair Bolsonaro.


O suposto hacker também fixou em seu perfil um vídeo com um discurso feito pelo ministro do STF, Gilmar Mendes contra a criação do fundo privado com recursos recuperados da Petrobras.


No discurso feito por Gilmar, são feitos ataques contra os procuradores da Lava Jato, chamando-os de “gente desqualificada”, “gentalha” e que “não tem condições de integrar o Ministério Público.”


Comentários