Campo Grande: Asfalto na Santa Luzia beneficiará cerca de 5 mil famílias.

Campo Grande: Asfalto na Santa Luzia beneficiará cerca de 5 mil famílias.

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, acompanhou na manhã desta quarta-feira (30) o início das obras de instalação da rede de esgoto no Santa Luzia. A etapa é uma das necessárias para garantir o asfalto do Santa Luzia etapa A, que integra o projeto do Complexo Vila Nasser.


Com 80% dos 6 km da rede drenagem prevista já implantados, a Prefeitura planeja finalizar a obra até o inicio do 1º semestre do próximo ano.




 400A0023


Águas Guariroba se comprometeu em finalizar a implantação da rede de esgoto até o fim deste ano. Nesta quarta, a concessionária iniciou a implantação de 20,650 km de esgoto, com 1.527 ligações, um investimento de R$ 5 milhões.


O prefeito Marquinhos Trad falou da importância da obra e do cumprimento de seu plano de governo. “Tal qual o Nova Lima, esta é uma região que foi muito machucada politicamente e administrativamente. Estamos  finalizando de uma vez por todas um compromisso eleitoral, para mostrar que é possível sim pregar e praticar. Os recursos são do Governo Federal e próprios. Serão investidos aqui, em média, R$ 10 milhões, com drenagem, pavimentação asfáltica e recapeamento. Serão asfaltadas 23 ruas, com quase 11 km de pavimentação asfáltica e 4 km de recapeamento”, explicou.


A obra do Santa Luzia foi iniciada em outubro do ano passado, mas seu andamento foi desacelerado porque a Água Guariroba interrompeu  a expansão da rede de esgoto, depois que o TCE suspendeu o contrato que prorrogava por mais 30 anos a concessão.


Em abril, os conselheiros mantiveram um dos aditivos (de prorrogação por mais 18 anos), deixando pendente o outro, de mais 12 anos. A Agereg determinou a retomada da expansão da rede no Bairro Nova Lima e no Santa Luzia, onde estão em andamentos obras do PAC Pavimentação.


Para o secretário Rudi Fiorese, o período que a obra ficou foi prejudicial, mas agora com a retomada total é hora de trabalhar e correr atrás do prejuízo.


“Temos um período bom agora de estiagem para trabalhar, mas logo depois vêm as chuvas. Então a gente não tem uma data definida. A Prefeitura entra logo em seguida que a Águas finalizar a rede de esgoto. Eles finalizam uma quadra e em seguida a empresa que venceu a licitação vem fazendo a drenagem e a pavimentação”, explicou.


Asfalto_Nasser


Nos quase 8 meses de interrupção da rede de esgoto, a obra no Santa Luzia não foi totalmente interrompida, já que a empreiteira continuou fazendo a drenagem. Foi concluído também o licenciamento ambiental da bacia de retenção projetada para a Rua Santa Efigênia. O piscinão será construído em uma área de 5 mil metros quadrados, com capacidade para reter 10 mil metros cúbicos de águas pluviais.


Essa estrutura vai reter a enxurrada que desce da parte alta do Santa Luzia e Vila Nasser. Deste ponto, escoará pela rede existente até a Avenida Miguel Vieira, onde foi feita a travessia antes de desembocar no Córrego Imbirussu.


 


400A0051


Essa medida é importante para evitar transtornos como o da dona de casa Raquel de Brito Ferreira , ela mora no bairro desde que nasceu, há 30 anos.


“Minha rua é asfaltada. Um pedaço pra cima de casa não e, quando chove, desce pedra, entulho, barro e vira uma enxurrada. Então, o transtorno da chuva é para todos, até para quem tem o asfalto. Pra sair de casa é uma dificuldade. A obra vai melhorar a vida de todos os moradores”, disse.


Com a mesma opinião, a moradora e coordenadora do Ceinf do bairro Santa Luzia, Melissa Lorena Rosa, acredita que a vida vai melhorar.


“Tenho dificuldade para chegar em casa. Sou moradora aqui há 8 anos e a gente vem acompanhando essa melhoria no bairro. Com o asfalto, facilita a limpeza, a organização. Além disso, valoriza a região. Uma obra muito importante para todos”, disse.


O presidente da Associação de Moradores do Bairro Santa Luzia, Joilson da Silva, fez questão de frisar que a obra é muito esperada pela população.


“Uma obra que pedimos há mais de 20 anos e nunca era executada. Essa obra é tão sonhada pela população, por causa do barro na época das chuvas, da poeira na época da seca que é demais, e o acesso aos moradores às suas residências é muito difícil.


Essa obra é tão sonhada, e está vindo junto com o esgoto. Ela vai ser realizada de maneira correta. Este é o sonho dos moradores do bairro Santa Luzia”, finalizou.


Comentários