Azambuja decreta situação de emergência devido à alta incidência de queimadas em MS

Azambuja decreta situação de emergência devido à alta incidência de queimadas em MS

Decreto assinado pelo governador Reinaldo Azambuja, a ser publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quinta-feira (12), declara situação de emergência em Mato Grosso do Sul em razão da alta incidência de focos de queimadas, com impactos ambientais, de saúde e econômicos.


Mais de 1 milhão de hectares já foram destruídos pelo fogo nos meses de agosto e setembro deste ano, segundo levantamento do Ibama (Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), e as previsões de manutenção de um ambiente de alto risco em função da estiagem prolongada e baixa umidade levaram o Governo do Estado a tomar a medida extrema. A decretação da situação de emergência foi comunicada pelo secretário Jaime Verruck, da Semagro (secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), na manhã desta quarta-feira, após se reunir com o governador Reinaldo Azambuja.


Apoio do Exército 


O secretário informou que, além desta medida, o Governo do Estado monitora os focos de calor, com sobrevoos nas áreas mais críticas, enquanto o Corpo de Bombeiros está em alerta máximo e montou uma escala operacional de combate ao fogo, envolvendo 56 militares de folga e do setor administrativo, além dos 200 homens já em operação. Com o decreto, segundo o secretário, o Governo do Estado busca apoio junto ao Ministério da Integração Regional e ao Exército em infraestrutura para aumentar as ações de combate aos incêndios florestais, como a disponibilidade de aeronaves e brigadistas.


Comentários