Assessora de Soraya Thronicke ataca família Bolsonaro.

Assessora de Soraya Thronicke ataca família Bolsonaro.

A viagem de comitiva brasileira formada por parlamentares do PSL, incluindo a senadora eleita por Mato Grosso do Sul, Soraya Thronicke, continua sendo motivo de troca de acusações e teve um novo capítulo neste domingo (20). Para defender Soraya, apoiadores dela questionam por que o tratamento não é o mesmo em relação a Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República.


Flávio (PSL-RJ) é suspeito de recebimentos irregulares em sua conta bancária. A TV Globo revelou trechos de um novo relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) com apontamentos sobre movimentações suspeitas em conta bancária do senador eleito. Conforme o relatório, 48 depósitos em espécie foram feitos na conta entre junho e julho de 2017, somando R$ 96 mil.


Enquanto isso, os parlamentares do PSL que viajaram à China são atacados por visitar o país comunista. No entanto, há quem ache que exista perseguição aos parlamentares sul-mato-grossenses –  o deputado federal eleito Tio Trutis também faz parte da comitiva.


No Facebook, uma apoiadora de Soraya questiona a seletividade das críticas, pois acha que o mesmo tratamento dos “direitosos mimizentos” não é dado para a crise envolvendo o filho de Jair Bolsonaro. “Deus tá vendo vc comentar replicar fazer posts memes de tudo da china, mas nada do Flávio Queiroz e cia… porque da seletividade [sic]?, publicou. “O seu NÃO tenho bandido de estimação e quero respostas é local?? Não ultrapassa a fronteira do estado??”.



As críticas contra a comitiva ganharam maior proporção após reclamação do jornalista e ensaísta Olavo de Carvalho que chamou de “semianalfabetos” e “caipiras” os membros do PSL que foram ao país asiático com tudo pago pelo governo chinês.


Fonte: Midiamax


Comentários