Polícia identifica construtor morto em briga; segunda vítima pode não ser brasileira

Polícia identifica construtor morto em briga; segunda vítima pode não ser brasileira

polícia identificou o construtor civil de 41 anos, que morreu na manhã desta sexta-feira (3), no bairro Cristo Redentor, em Campo Grande, logo após se envolver em discussão e briga com outro homem. Segundo o delegado Tiago Macedo, responsável pelas investigações, este último ainda não foi identificado e, por conta da compleição física e tatuagens em escrita espanhola, pode se tratar de um estrangeiro.


"Nós já requisitamos perícia para coletar impressões capilares e tentar identificar o outro homem envolvido na briga. Ele também não estava portando documentos. Ainda não podemos confirmar esta informação de que se trata de patrão e empregado, porém está sendo apurado. O telefone de ambos também será analisado", comentou ao G1 o delegado.



No caso de testemunhas, Macedo ressaltou que ninguém presenciou a briga. No entanto, uma pessoa já compareceu na delegacia e comentou que ouviu parte da discussão e 5 tiros, quando os envolvidos já estavam na frente da casa do construtor. Ainda conforme a polícia, ele estava fazendo uma reforma no local.




"Agora vamos aguardar o laudo da perícia. Nós temos uma noção de tudo o que aconteceu, porém é a perícia quem vai dizer quem estava portando a faca e a arma. Na próxima semana, temos oitivas marcadas e vamos priorizar a família", explicou Tiago.


O caso foi registrado como duplo homicídio e está sendo investigado pela 4ª Delegacia de Polícia.


Fonte: Morte


Comentários