Família Name encomendou morte de delegado e dono de jornal

Família Name encomendou morte de delegado e dono de jornal

O grupo de extermínio liderado por Jamil Name e o filho chegou a contratar a morte de Jorge Razanauskas, ex-Delegado Geral da Polícia Civil, e do dono do Correio do Estado Antônio João Hugo Rodrigues. Eles não foram mortos apenas por arrependimento do líder.

As informações constam nos autos do processo da operação Omertá, que levou a dupla e outras 18 pessoas para a cadeia.

Conforme o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestros), as duas mortes foram encomendadas por Jamil, que chegou a pagar pelos crimes.

As missões só não foram completadas porque o líder se arrependeu e deu sinal de recuo para os asseclas.

A confissão foi feita por um dos integrantes do grupo, Marcelo Rios, apontado como ‘gerente’ do esquema. Rios falou após ser preso com um mega arsenal de armas em Campo Grande.

Fonte: Top mídia news


Comentários