Garis entram em greve e coleta de lixo é suspensa na Capital

Garis entram em greve e coleta de lixo é suspensa na Capital

Funcionários da CG Solurb, empresa responsável pela coleta de lixo na Capital, decidiram entrar em greve nesta quarta-feira (9). Desde ontem (8), as atividades já estavam suspensas, com a coleta de lixo e varrição de ruas. E a partir de hoje, se não houver o pagamento dos salários dos coletores, a população deve começar a sofrer com o acúmulo de resíduos nas ruas.


Os trabalhadores não receberam o vencimento referente ao mês de agosto, que deveria ter sido pago até ontem. Eles alegam atraso no salário do mês de agosto. Segundo a empresa, contratada do município, o pagamento feito pela prefeitura está atrasado há 3 meses.


De acordo com a CG Solurb, a prefeitura deve R$ 23,7 milhões à empresa, além de um reajuste que está atrasado há mais de 14 meses. O valor do custo mensal que o município tem com o serviço varia de acordo com a quantidade de lixo recolhida das ruas, segundo explicação da empresa.


Prefeitura alega 


Em nota, a prefeitura informou que os pagamentos estão em dia e que vai recorrer ao Ministério Publico do Trabalho e a Justiça para que a coleta de lixo não seja interrompida.


A prefeitura de Campo Grande afirmou, por meio de nota, que a empresa responsável pela coleta de lixo no município recebeu R$ 56 milhões só em 2015 e que o último pagamento foi no dia 24 de agosto.


A assessoria da prefeitura destaca ser “fundamental relembrar que os proprietários desta empresa estão envolvidos na lama Asfáltica e na Coffe Breack, operações da Polícia Federal e Gaeco, acusados de diversos crimes, inclusive o de tramar a cassação do nosso mandato.”



Conforme a assessoria da prefeitura, a Solurb deixou de pagar seus funcionários para “pressionar a administração municipal. Não aceitamos que esta situação se repita”, alerta a nota.


 


 


 


Comentários