Vander, Beto, Dagoberto e Trutis, os deputados mais caros de MS

Vander, Beto, Dagoberto e Trutis, os deputados mais caros de MS

A CEAP (Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar) custeia as despesas do mandato, como passagens aéreas e conta de celular. Algumas são reembolsadas, como os gastos com os Correios, e outras são pagas por débito automático, compra de passagens por exemplo.


Nos casos de reembolso, os deputados têm três meses para apresentar os recibos. O valor mensal não utilizado fica acumulado ao longo do ano – isso explica porque em alguns meses o valor gasto pode ser maior que a média mensal.


A equipe do portal Morena News MS fez o levantamento dos quatro Deputados Federais ‘mais caros’ do MS, tendo na sua dianteira os valores exorbitantes gastos pelo Parlamentar Petista, Vander Loubet gastando o valor de R$ 338.958 mil reais.


O segundo que mais gastou em cota Parlamentar foi o Deputado do PSDB Beto Pereira, custando R$ 290.974 mil reais aos contribuintes. O terceiro que mais custou caro aos cofres públicos foi o Deputado do PDT, Dagoberto Nogueira que gastou de Cota Parlamentar o valor de R$ 278.530 mil reais.


Mesmo com discurso de ‘nova politica’ e de ‘renovação’ Loester Trutis do PSL foi o quarto que mais gastou com Cota Parlamentar, custando o valor de R$199.932 mil reais.

Todas as informações foram tiradas do site da Câmara dos Deputados.


Comentários