Primo de Bumlai confessa que os recibos de aluguéis foram falsificados a pedido de Lula.

Primo de Bumlai confessa que os recibos de aluguéis foram falsificados a pedido de Lula.

O empresário Glaucos da Costamarques afirma ter assinado, em um único dia, todos os recibos de aluguel de 2015 referentes ao apartamento vizinho ao do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Bernardo do Campo, usado pelo petista e sua família. Segundo Costamarques, os documentos foram levados a ele pelo contador de Lula, João Muniz Leite, a pedido de Roberto Teixeira – advogado e amigo do ex-presidente – quando estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, em novembro daquele ano.


E a coisa fica ainda mais grave:



Os recibos haviam sido solicitados ao ex-presidente pelo juiz federal Sérgio Moro, durante o segundo depoimento prestado por Lula a ele, no dia 13. O petista disse que iria ver com seu contador onde estavam os recibos, entregues por sua defesa na segunda-feira, 26. Os comprovantes apresentados referem-se ao período de agosto de 2011 a novembro de 2015. De acordo com o jornal, a defesa de Costamarques avalia ajuizar ainda nesta quinta-feira, 27, uma petição  na 13.ª Vara da justiça Federal de Curitiba, revelando a forma como os comprovantes foram assinados e ainda solicitando  imagens do circuito interno do hospital para comprovar as visitas feitas a Costamarques por Leite e Teixeira –  o empresário ficou hospitalizado entre 22 e 28 de novembro de 2015.



Ou seja, isso pode ser o fim definitivo de Lula. Se as imagens do circuito interno do hospital provarem o que Costamarques está afirmando, o petista e seus advogados podem ser processados por fraude processual e o proprietário do imóvel pode pagar por prestar falso testemunho.

Fonte: Jornal Livre


Comentários