Polícia Federal prende família inteira por desvio de 10 milhões em Prefeitura.

Polícia Federal prende família inteira por desvio de 10 milhões em Prefeitura.


Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (31), em Jales (SP), a Operação Farra no Tesouro contra o desvio de dinheiro público. Cerca de 50 policiais participam do trabalho para cumprir 13 mandados de busca e apreensão, e cinco de prisão temporária por cinco dias, com parecer favorável do Ministério Público Federal.





O principal alvo da operação é a ex-tesoureira da Prefeitura de Jales, e atual diretora financeira, suspeita de desviar mais de R$ 5 milhões dos cofres públicos. Conforme a PF, ela, o marido, a irmã, o cunhado dela e a secretária de Saúde foram presos.




Também há mandado de busca e apreensão na casa do secretário da Fazenda municipal e na Prefeitura de Jales. Ainda segundo a polícia, 12 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Jales, e um em Santa Fé do Sul.




De acordo com a PF, a diretora financeira, de 34 anos, já havia sido investigada no ano passado pelo Ministério Público. A mulher trabalha há 13 anos na prefeitura e chegou a ser demitida, mas foi recontratada no mesmo dia, mas em outro cargo. A manobra, segundo a polícia, permitiu que ela continuasse trabalhando sem concurso público.




O rápido enriquecimento da diretora financeira chamou a atenção da polícia, que começou as investigações no início deste ano, após receber informações de que ocorreria uma "farra" com verba pública. A PF constatou que a mulher comprou loja de roupas, calçados, chácara e uma casa avaliada em R$ 1 milhão.




Todos os presos foram levados para a Polícia Federal em Jales para prestarem esclarecimentos. Eles serão indiciados por vários crimes, como peculato, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Os veículos e materiais apreendidos também foram levados para a delegacia.




Os homens presos serão encaminhados para a cadeia pública de Santa Fé do Sul e as mulheres à cadeia de Nhandeara, onde permanecerão à disposição da Justiça.



Fonte: G1


Comentários